Medicina Integrativa

A ozonioterapia é uma excelente opção para tratar complicações do diabetes

Postado em:
23/3/2021

Diabetes é uma doença crônica, ou seja, não tem cura. Caracteriza-se pela incapacidade do organismo de produzir insulina ou não produzir quantidade suficiente para manter o corpo saudável.

A insulina é o hormônio que controla a quantidade de glicose no organismo e transforma a glicose em energia, que cai na corrente sanguínea e é direcionada para todo o corpo. O portador de diabetes não fabrica insulina e não consegue utilizar a glicose corretamente.

Quando os níveis de glicose se elevam, gerando um quadro de hiperglicemia, pode haver danos aos vasos sanguíneos, nervos e órgãos. A insulina é produzida pelo pâncreas, que ao identificar os altos níveis de glicose no sangue, libera o importante hormônio.

Conheça os 3 tipos de diabetes:
Diabetes tipo 1

Geralmente o diabetes tipo 1 surge ainda na infância ou adolescência e representa 5 a 10% das pessoas que possuem diabetes. Neste caso, o sistema imunológico ataca equivocadamente as células beta, que produzem a insulina no pâncreas.

Neste caso, o tratamento tradicional é feito com reposição de insulina e outros medicamentos, além de atividades físicas regulares e alimentação balanceada, para controlar os níveis de glicose no sangue.

Diabetes tipo 2

É o tipo mais comum de diabetes, que atinge aproximadamente 90% dos diabéticos. Neste caso o organismo não consegue utilizar adequadamente a insulina que produz, ou não produz insulina suficiente. É mais comum em adultos, porém também pode ser encontrado em crianças.

Sedentarismo, obesidade e fatores genéticos estão comumente associados ao surgimento da doença e em alguns casos, pode ser controlado através da prática regular de exercícios físicos e da reeducação alimentar. No entanto, na maioria das vezes é preciso utilizar medicamentos e insulina no tratamento.

Diabetes gestacional

Devido às mudanças hormonais que a gestante passa durante a gravidez, pode ocorrer disfunção na produção de insulina pelo pâncreas que aumenta a produção do hormônio no corpo da mãe.

Por isso é importante que todas as gestantes façam acompanhamento pré-natal e testes de glicemia para observar se os níveis de glicose estão normais. A diabetes gestacional pode ou não permanecer no pós-parto.

Os sintomas comuns de diabetes são:

• Fome frequente;

• Sede constante;

• Vontade de urinar diversas vezes ao dia;

• Perda de peso;

• Fraqueza;

• Fadiga;

• Mudanças de humor;

• Náusea e vômito.

As complicações mais comuns relacionadas à doença são: pé diabético, problemas oculares, infecções, danos aos rins e muitos outros, mas com o tratamento adequado, boa alimentação e rotina de atividades físicas, promovem qualidade de vida aos portadores da doença.

Os benefícios da ozonioterapia para o tratamento de diabetes

Como mencionamos anteriormente, o diabetes favorece o aparecimento de infecções, principalmente nos pés dos doentes, causados pela má circulação do sangue. Nestes casos, a ozonioterapia entra em ação e pode ajudar muito.

Isso se dá através do ozônio medicinal e seus efeitos antimicrobianos e propriedades bioxidadivas que estimulam o crescimento de novos vasos sanguíneos e aceleram o processo de cura das feridas.

A QuantumLife se dedica a estudar o organismo de cada indivíduo como único e encontrar terapias adequadas para suprir as necessidades do mesmo. Através das terapias ortomoleculares e ozonioterapia, entregamos qualidade de vida e plenitude aos nossos pacientes.

Se você está em busca de uma vida mais saudável, clique aqui, entre em contato conosco e agende sua consulta inicial.

E se você é da região de São Paulo, conheça a QuantumHome! Oferecemos tratamentos de ozonioterapia no local que você preferir. Possuímos equipamentos de alta tecnologia e profissionais extremamente capacitados que levam o atendimento até você.

Ficou interessado? Clique aqui e confira!

Sua saúde é o que nos move.

#omelhordavidaéviver

Posts em Destaque